Site Autárquico Loulé

Associados

  • Almacelles

    A vila Iluminista de Almacelles é uma das novas edificações construídas durante o reinado de Carlos III. Melcior de Guàrdia i Matas que adquiriu o despovoado lugar, enquanto o rei lhe concedeu o título de Senhor, e comprometendo-se na construção de uma nova povoação. Para tal projeto procurou um dos melhores arquitetos da época, Josep Mas Dordal. A 24 de setembro de 1773 lançava-se a primeira pedra e em poucos anos a nova povoação já era uma realidade. Uma reticula ortogonal com as suas ruas retas cruzando-se perpendicularmente, uma grande praça no centro, casas senhoriais com fachadas ao estilo neoclássico, uma igreja dedicada à Virgem de la Merced, e um palácio presidindo o conjunto -declarado desde 2009 um Bem Cultural de Interesse Nacional-, entre outros, são alguns dos elementos que permanecem e que prestam identidade a esta povoação iluminista.

     

    Ver+

  • Barcelona

    Após a guerra da sucessão, os novos projetos urbanísticos de Barcelona foram desenhados e supervisionados por aqueles que tinham dominado e destruído a cidade: a esfera militar.

    Destaca-se a construção da Cidadela, para o qual se destruiu uma grande parte do “Barrio de la Ribera”. Engenheiros militares desenharam a Barceloneta para alojar os habitantes desalojados. 

    Barcelona tornar-se-á uma cidade mais próspera em grande parte devendo-se, ao estabelecimento das fábricas Indiana. As fábricas que se instalaram maioritariamente no Raval, irão usufruir da abertura de novas ruas pavimentadas com calçada de paralelepípedos, com atribuição de toponímia numeração policial das casas, e com a instalação da primeira iluminação pública em 1757.


    Ver+

  • Cartagena

    O Iluminismo trouxe para Cartagena a  continuação de uma traça urbanistica definida pela Muralha de Carlos III e a continuação de instalações logísticas para o serviço da Marinha e do Exército, que constituiram a base fundamental da economia, indústria e da vida social da cidade, pelo menos até meados do século XX.

     

    Ver+

  • Covilhã

    No início do século XVIII, a população da Covilhã, é estimada em 4000 habitantes, grande parte destes desenvolvia uma atividade ligada ao têxtil. Em 1764, no âmbito da política de fomento pombalino assente na concentração e modernização de produção de lanifícios nacional é instituída a “Real Fábrica de Panos da Covilhã”.

     

    Ver+

  • Doroteo López Martínez

    Sócio Honorário pelo papel chave que desempenhou na Associação Internacional das Cidades e Entidades do Iluminismo (AiCEi), através da Fundação de Ferrol Metrópoli, da qual foi presidente e figura emblemática da mesma. Fruto da sua iniciativa e impulso, surgio o Fórum das Cidades do Iluminismo, na cidade de Ferrol, bem como a realização dos dois primeiros Fóruns em 2001 e 2002 naquela cidade.

     

    Ver+

  • Es Castell

    O Iluminismo deixou uma marca importante em Menorca, uma vez que decorreu durante a dominação britânica na ilha. Foi neste período que Menorca passa a ser um ponto estratégico na Europa, e em particular para as tropas britânicas. O Castelo de San Felipe e a antiga povoação de Es Castell, (Arrabal de Sant Felip) são objetos de repetidas invasões e reconquistas, motivo que levou a transferir os seus habitantes para um  local mais seguro. A povoação  passou a chamar-se Georgetown em homenagem ao rei de Inglaterra George III , e o engenheiro militar Patrick Mackellar é encarregado de desenhar o  novo nucleo urbano através de uma linha ortogonal, deixando no centro uma espaçosa Praça de Armas rodeada de quarteis.



    Ver+

  • Foro de Ferrol de la Ilustración

    Ferrol, cidade do Iluminismo foi configurada como uma urbe modular, formada por três bairros civis e outro de caracter militar, localizado dentro do Arsenal. O bairro racional da Magdalena, com novas construções destinadas a residência dos funcionários; o bairro do Esteiro também tem uma nova urbanização de casas para os trabalhadores do Ferrol Velho, de origem medieval e marinheira. Todo este espaço urbano é articulado através de uma alameda que lhe dava vida, servindo de eixo de união.

     

    Ver+

  • Loggia, Gestión de Patriminio Cultural

    Loggia, é uma empresa que nasceu com o objetivo de fornecer assistência aos setores público e privados no âmbito do Património Cultural, compreendido desde as suas manifestações  artistico-humanisticas, historico-antropológicas e científico-técnicas. A nossa proposta passa pela procura da integração entre a autenticidade e a valorização, como elementos fundamentais para o desenvolvimento social e económico da comunidade, oferecendo um serviço aberto que produza e transmita conhecimento e tecnologia a partir da especialização, com o objetivo de desenvolver o mercado de trabalho associado ao património cultural.

     

    Ver+

  • Museu Valencià de la Il.lustració i de la Modernitat (MuVIM)

    O projeto do MuVIM foi construído sobre o conceito de «Museu das Ideias», reforçado por alusões explícitas ao Iluminismo histórico do século XVIII, o Século das Luzes e da Modernidade subsequente que se encontra na base das realidades que vivemos na atualidade, incluindo a globalização. O museu defende a relevância social do património imaterial, valorizando a exposição permanente, a Aventura do Pensamento, os milhares de volumes -repletos de ideias- conservados na biblioteca e as ações de outros departamentos.

     

    Ver+

  • Nueva Guatemala de la Asunción

    A Nova Guatemala de la Asunción, foi fundada em 2 de janeiro de 1776, posteriormente a 28 de janeiro de 1776 foi recebida a Real Cédula que aprova o projeto de bases da transladação da cidade, emitida também em San Ildefonso na data de 21 de setembro de 1775.

    O seu traçado reticular, preservado atualmente quase na íntegra, converte-a numa cidade típica do período do Iluminismo. Esta tem a sua origem no cruzamento da sexta e oitava rua, o Cardus e o Decumanus à maneira romana, na qual se localiza a Praça Mayor de Armas, delimitada pelos principais edifícios representativos do poder Real, Local, Civil e Eclesiástica.

     

    Ver+

  • Real Academia de Bellas Artes de San Carlos

    Em 1762, teve lugar em Valencia, as primeiras iniciativas para fundar uma nova academia que desse continuidade à anterior (Academia de Santa Bárbara) que, como se referiu foi obrigada a dissolver-se por falta de recursos. Como resultado em 25 de janeiro de 1765 foi criada uma assembleia preparatória para elaborar os estatutos.

    A Real Academia de Bellas Artes de San Carlos é hoje uma instituição cultural de interesse público, sem fins lucrativos, com personalidade jurídica própria, que tem como objectivo fomentar as belas artes em todas as suas areas e expressões, em cujas actividades inclui a de conservar, estudar, restaurar e aumentar as suas coleções de obras de arte. Está associada ao Instituto de Espanha desde 1 de dezembro de 1987.

     

    Ver+

  • Real Sitio de San Ildefonso

    Antes da chegada de Felipe V (1700) ao trono espanhol, o lugar que hoje é ocupado pelo Real Sitio de San Ildefonso, era um lugar bonito de sabinas que tinham inspirado Felipe II em 1552, na construção do Palácio de Valsaín. Situado no sopé norte da Serra da Guadarrama, um lugar cheio de uma enorme vida onde a água jorra de inúmeras fontes, mas a orografia tornava impossível a formação de núcleos urbanos.

    Só um século influenciado pelo pensamento racionalista que coloca a capacidade do homem acima da superstição, e procura na natureza uma aliada para o seu desenvolvimento, pode construir neste lugar uma nova cidade, ilustrada, em cujo desenho aplicam os conhecimentos científico e as técnicas de planificação urbana surgidas do pensamento europeu racionalista. O centro histórico foi classificado Conjunto de Interesse Histórico Artístico pelo Real Decreto 3943/1982.



    Ver+

  • San Fernando

    Desde 1769, data da transladação de todas as dependências da Marinha de San Fernando, a investigação científica tem sido uma constante na cidade, principalmente refletida no Real Observatório Astronómico de la Armada. O magnífico edifício neoclássico construído em San Fernando em 1798, de acordo com os planos do Marquês de Ureña, responde a uma ideia inicial do insigno marinheiro e científico Jorge Juan.

    Durante o século XVIII a construção naval é racionalizada, e o Arsenal converte-se num dos expoentes fabris mais importantes de Espanha e, sem dúvida o maior da Andaluzia. É a faceta da construção naval a que notavelmente sobreviveu até hoje, materializada nos estaleiros Navantia, situado hoje em terrenos do Arsenal de la Carraca. San Fernando desempenhou um papel vital como sistema defensivo, refletido hoje no seu património simbólico.

     

    Ver+

  • Universidad de Cádiz

    Em 1748 é criada a instituição cultural de maior relevo que alguma vez existiu em Cádiz, o Real Colegio de Cirugía de la Armada, no qual foram professores, Virgili, Canivell, Nueve Iglesias, Roland.

    Neste colégio é introduzida a norma de becar (de bolsas de estudo) para os melhores alunos estudarem no mais prestigiados centros no estrangeiro, e chega a alcançar, por evidente mérito dos seus revolucionários planos de estudo, a faculdade de realizar duas funções que até então eram exclusivas das universidades, como é a concessão dos títulos do “bachilleres latinos” por Real Cédula de 1757, e de formar em Medicina os seus em cirurgia, uma vez que eram carreiras distintas, estudando-se em toda a Europa a Medicina exclusivamente em faculdades universitárias e a Cirurgia em colégios extra universitários. Finalmente as Ordenanzas del Colegio de Cádiz, 1791, autorizam-na a conceder títulos de médico-cirurgião, novidade que se adotará posteriormente em toda a Europa.

     

    Ver+

  • Universidade de Coimbra

    A Universidade de Coimbra, com mais de sete séculos de história, marca decisivamente a história do país e do mundo, através do seu património físico e da herança imaterial. Pela sua natureza, são especialmente importantes as diversas reformas ao nível do conhecimento e do ensino, destacando-se a reforma pombalina do último quarto do século XVIII, que introduz um novo modo de aquisição e transmissão do conhecimento.

    A reforma pombalina promoveu uma notável campanha de obras através da remodelação de espaços existentes ou da construção de equipamentos de raiz.

     

    Ver+

  • Vila Real de Santo António

    Vila Real de Santo António foi erguida como uma cidade regular criada de raiz resultado da vontade política para controlar as pescas do Algarve. Criada como uma moderna unidade industrial de pesca, de transformação e exportação de peixe, especialmente a sardinha, ao mesmo tempo que se reprimia o contrabando e a evasão fiscal. O desenho da cidade e da zona industrial ajustaram-se às ideias iluministas de Marquês de Pombal.

    Ver+

Localização Geográfica

Newsletter

* Campos Obrigatórios

Contactos da Secretaria Geral

  • (+351) 281 510 020
  • Praça Marquês de Pombal, nº14
    8900 – 231 Vila Real de Santo António
    Portugal

Garantia de total sigilo e proteção dos dados registados pelos utilizadores | única e exclusivamente para fins de comunicações da AiCEi